ALFREDO RISK


Com formação em Teologia, Jornalismo e Gestão Pública, Otoniel Lima (PRB) já foi vereador por dois mandatos na cidade de Limeira e deputado estadual e federal pelo estado de São Paulo. Com atuação no setor de segurança pública, se diz orgulhoso por ter sido como deputado federal, o que chama de “pioneiro na luta” para arquivamento da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que previa a retirada do poder de investigação do Ministério Público. Em entrevista ao Tribuna, diz que seu partido, o Republicanos (antigo PRB) irá apoiar, caso ele seja candidato, a reeleição do prefeito Duarte Nogueira (PSDB).

Tribuna Ribeirão – O senhor já foi vereador em Limeira, deputado esta­dual e federal. Em sua opinião quais as principais dificuldades que se tem como legislador?
Otoniel Lima – Quando nos esbarra­mos em situações em que o Legislativo deixa de cumprir a sua função principal que é a de fiscalização, e passam a prati­car a “politicagem”. Infelizmente muitos se esquecem de consultar a Constituição Federal e a Constituição do Estado de São Paulo.

Tribuna Ribeirão – O senhor é um vereador ligado a uma conhecida igre­ja evangélica, a Universal do Reino de Deus. Isso ajudou na sua eleição?
Otoniel Lima – Acredito que não, afi­nal conheço vários bispos e pastores que foram candidatos, mas que não foram eleitos. Além disso, na atual legislatura existem representantes de vários cre­dos religiosos, como católicos e espíri­tas. Particularmente, não misturo reli­gião com política, até porque antes de ser pastor eu era um policial militar, e por conhecer bem as dificuldades que esta categoria possui, em toda minha vida política defendi a bandeira da Segu­rança Pública.

Tribuna Ribeirão – No Brasil as igrejas, independente de denomina­ções, desenvolvem projetos sociais que, regra geral, seria função do Estado. Em sua opinião porque isso acontece?
Otoniel Lima – Estes belos trabalhos sociais que várias igrejas desenvolvem, e que muitas vezes infelizmente não são vistos por parte da população, ou o po­der público, acontecem justamente devi­do a omissão do Estado, ou seja, as igre­jas agem por falta de ação estado.

Tribuna Ribeirão – Quais são os quatro projetos e ações de sua autoria que o senhor lista como os mais impor­tantes?
Otoniel Lima – Como deputado fe­deral, entre tantos projetos apresentados sem dúvida alguma o mais importante para mim, é a Proposta de Emenda a Constituição (PEC) 361, que prevê a au­tonomia da Polícia Federal, aumentando a eficácia da agencia nos moldes do FBI. Além disso, lutamos incansavelmente pela derrubada e consequentemente o arquivamento da PEC 37, que retirava o poder de investigação do Ministério Público. Em Ribeirão Preto, me orgu­lho dos trabalhos que desenvolvemos em prol da Guarda Civil Metropolitana, logo em nosso primeiro ano de manda­to em 2017, realizamos a Marcha Azul Marinho onde foram anunciadas pelo prefeito municipal a contratação de 50 novos guardas que já haviam sido apro­vados em concurso público. Também em parceria com a Secretária de Segurança de Limeira, trouxemos de forma gratui­ta o curso de armas não letais (taser) aos agentes da Guarda e conseguimos atra­vés de emendas parlamentares cerca de R$ 1 milhão para a compra de viaturas, rádios comunicadores, e demais equipa­mentos. Além da Segurança Pública, con­seguimos com o deputado federal Marcos Pereira (Republicanos), mais uma emenda parlamentar no valor de R$ 1,5 milhões de reais para a Infraestrutura e Educação de nossa cidade. Por fim, gostaria de citar um projeto que mexeu muito comigo, que foi o de implantação de mapas táteis em locais de grande circulação, para garantir a total acessibilidade de deficientes visuais.

Tribuna Ribeirão – Que avaliação o senhor faz da atual administração mu­nicipal?
Otoniel Lima – Se analisarmos a cri­se política que Ribeirão Preto vivenciou ao longo dos últimos anos, inclusive os saques que sofreram os cofres públicos, e que até hoje ninguém devolveu, na mi­nha opinião a Administração têm sim feito um bom trabalho com aquilo que dispõe.

Tribuna Ribeirão – Em sua avalia­ção no que o prefeito Duarte Nogueira acertou administrativamente?
Otoniel Lima – Na reestruturação do Instituto de Previdência dos Municipi­ários. Haja vista que foram os erros dos governantes do passado que causaram a situação crítica atual. Foi preciso coragem tanto do Poder Executivo quanto do Poder Legislativo para sanar este problema.

Tribuna Ribeirão – E no que o atual governo municipal errou?
Otoniel Lima – Na revisão da Planta Genérica de Valores. Em minha opinião a proposta do Executivo deveria ter sido mais discutida através de audiências pú­blicas com toda sociedade.

Tribuna Ribeirão – Se tivesse que mudar alguma coisa na atual Câmara o que o senhor mudaria?
Otoniel Lima – A décima sétima le­gislatura está fazendo um bom traba­lho, como por exemplo, a economia de recursos financeiros aos longos destes quase três anos. Os recursos financeiros que eram gastos com vinte vereadores hoje é gasto com vinte e sete. Mudamos o quesito transparência, saltando de nota 3 para 10 e se tornando referência no es­tado e São Paulo. Sendo assim, não mu­daria nada na atual Câmara Municipal.

Tribuna Ribeirão – O partido que o senhor preside o Republicanos em Ri­beirão Preto já está discutindo quem apoiará na próxima eleição municipal?
Otoniel Lima – O partido Republica­nos apoiará a reeleição do prefeito Antô­nio Duarte Nogueira.

Comentários