O goleiro Weverton deve ser anunciado em breve como reforço do Palmeiras. O último entrave para isso se concretizar acabou nesta quinta-feira, com o acordo entre o clube alviverde e o Atlético-PR sobre a libera­ção do jogador. Resolvido o problema, o atleta deve viajar para São Paulo nesta sexta-feira já para fazer exa­mes médicos e assinar por cinco temporadas.

As conversas entre Pal­meiras e Atlético-PR demo­raram porque não havia um acordo sobre como compen­sar o time rubro-negro pela liberação de Weverton. O go­leiro tem contrato até maio, porém, como o clube paulista quer contar com ele em ja­neiro, recebeu a exigência de oferecer uma contrapartida. O Atlético-PR pediu o meia Raphael Veiga, mas não foi atendido. Será pago, então, R$ 2 milhões pelo reforço.

Esse valor chegou a ser co­gitado em R$ 3 milhões, mas na negociação o Palmeiras conseguiu reduzir o montan­te. O goleiro de 31 anos che­gará para disputar posição com Fernando Prass, de 39, e Jailson, de 36. Outra opção do time para a posição, Vi­nicius Silvestre, de 23 anos, deve ser emprestado para ganhar experiência.

Weverton foi campeão olímpico com a seleção bra­sileira nos Jogos do Rio e atenderá um plano antigo da diretoria de rejuvenescer a posição de goleiro. Prass e Jailson, além de mais velhos, têm vínculo com o Palmeiras somente até o fim de 2018.

Comentários