Jornal Tribuna Ribeirão

Vereador Sérgio Zerbinato é investigado por rachadinha

O vereador Sérgio Zerbinato (PSB) - Foto: Divulgação/Redes Sociais)

Vereador é acusado por ex-assessora de ficar com parte do salário dela; beneficiária seria a irmã do parlamentar

O Ministério Público Estadual (MPE) abriu inquérito para investigar o vereador de Ribeirão Preto, Sérgio Zerbinato (PSB) por suposto esquema de rachadinha em seu gabinete. A investigação foi aberta nesta terça-feira (30) e será conduzida pelo promotor Sebastião Sergio da Silveira. O parlamentar é acusado pela ex-assessora parlamentar Ivanilde Ribeiro Rodrigues de comandar, entre janeiro de 2021 a agosto de 2021, o esquema dentro de seu gabinete. A beneficiária seria a irmã do parlamentar, Dalila Zerbinato. Nesta terça-feira o munícipe Rodrigo Leone também protocolou pedido de cassação do vereador na Câmara Municipal.

Ivanilde foi assessora parlamentar direta de Zerbinato, cargo comissionado, com salário de R$ 7.973,42. Deste total, segundo ela, R$ 2 mil eram repassados à irmã do parlamentar. O acordo teria tido início quando Ivanilde foi nomeada, em 4 de janeiro e durou até o início de agosto, quando ela foi exonerada do cargo. Na denúncia que fez, Ivanilde apresentou uma gravação em áudio onde ela afirma conversar com Zerbinato sobre a devolução de parte dos seus vencimentos.

O desvio de salário de assessor é uma prática caracterizada pela transferência de salários de assessores para o parlamentar a partir de um acordo pré-estabelecido ou como exigência para a função; tal prática é conhecida popularmente pelo termo “rachadinha”.

Caso seja condenado, o parlamentar perderá o mandato e responderá pelo crime de improbidade administrativa e peculato. Também poderá responder na esfera penal. O Tribuna entrou em contato com o parlamentar e com a sua assessoria, mas até o fechamento desta reportagem ele não retornou às ligações.

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com