Tribuna Ribeirão
DestaqueEsportes

Botafogo mostra que sabe sofrer e vence mais uma na Série B

Triunfo sobre Vila Nova, pelo placar mínimo, tira Pantera do Z-4

Jean Victor celebra golaço de falta; lateral substituiu Patrick Brey, suspenso - Foto: Raul Ramos

Por Hugo Luque

O Botafogo venceu, neste domingo, o Vila Nova, por 1 a 0, no Estádio Santa Cruz. Foi o primeiro triunfo do Pantera em casa na competição, o segundo consecutivo, que tirou a equipe da zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro.

A equipe de Paulo Gomes não começou bem, mas evoluiu ao longo da partida, sob forte sol em Ribeirão Preto, e mostrou que sabe sofrer, uma qualidade fundamental para fazer um bom nacional.

O gol do Tricolor foi marcado por Jean Victor, de falta, no primeiro tempo. Ao longo da partida, os dois times criaram, mas o Bota foi mais eficiente nos dois lados do campo e, após evitar quatro gols em cima da linha, venceu e chegou aos dez pontos.

Na próxima rodada, os ribeirão-pretanos enfrentam a Ponte Preta, mais uma vez em casa, às 21h de quarta-feira.

O jogo

O Vila Nova tentou envolver o Botafogo no primeiro tempo. Entretanto, a defesa bem postada da casa dificultou. O Colorado teve a posse e tentou, especialmente pelo lado direito do ataque, mas falhou e também deu azar no último toque, com direito a mais de um tento tirado sobre a linha do gol ao longo da partida.

Em busca dos contragolpes com Negueba e Baggio, o Pantera levou mais perigo nas cobranças de falta de Jean Victor. Na primeira, rasteira e no canto, defesa do arqueiro. Na seguinte, já nos acréscimos do primeiro tempo, o lateral-esquerdo, com perfeição, finalizou sobre a barreira, colocado, em chute que fez o arqueiro rival apenas assistir a redonda tocar o barbante.

A partir daí, o Vila sentiu a pressão de ter de empatar. Ainda antes do intervalo, Matheus Barbosa perdeu um gol inacreditável, no rebote do goleiro, e Alex Sandro, em finalização rasteira, bateu para fora, por muito pouco.

Na etapa final, o ataque contra defesa se intensificou, com o Vila Nova em busca da igualdade, mas o físico pesou, abalado pelo tradicional sol de Ribeirão Preto, a falta de nuvens no céu e o calor, que deveria fazer a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) repensar em realizar duelos às 11h no interior de São Paulo.

Apesar da vantagem, o Botafogo de Paulo Gomes voltou ainda mais forte no ataque e criou boas chances, obrigando o goleiro Denis Júnior a trabalhar muito. Os goianos responderam e, novamente, perderam chances. Num mesmo lance, aos 30, João Carlos impediu, com o rosto, o empate em lance cara a cara com Alesson. No rebote, Júnior Todinho, sem goleiro, de fora da área, bateu para fora

Já na reta final, Bernardo Schappo, que voltou de lesão, salvou mais uma bola em cima da linha. Desta vez, Apodi tocou na saída de João Carlos, mas o defensor mostrou presença de espírito, apertou a passada e deu um bico para escanteio, antes de pular a placa de publicidade e cair do outro lado.

Depois disso, apesar dos oito minutos de acréscimos, os dois times, desgastados pelo tempo ensolarado, pouco criaram e o Bota saiu de campo com uma vitória fundamental na briga contra a degola.

Postagens relacionadas

Casal é assassinado no Parque dos Flamboyans

Luque

Crivella promete Indy no Rio em 2020

Redação 1

Porque um pouco de perspectiva não faz mal

Redação 1

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Aceitar Política de Privacidade

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com