Tribuna Ribeirão
Esportes

Corrida Insana vai invadir RP

Presente em 18 países e com participação de 13 milhões de pessoas no ano passado, a Corrida Insana chega ao Brasil em 2017. Como o próprio nome indica, a corrida promete ser uma loucura. E repleta de atrações. Serão dez obstáculos infláveis gigantes espa­lhados por um circuito de cinco quilômetros, em um desafio que vai além de superar alguns escor­regadores e pula-pulas. Mas não se engane. Apesar do formato de competição, é destinado à família, do neto ao avô, com um único objetivo: diversão. Ribei­rão Preto recebe uma etapa do evento no próximo domingo, 10 de setembro, no campus do Cen­tro Universitário Moura Lacerda (avenida Doutor Oscar de Mou­ra Lacerda nº 1.520)

Fábio Avelar, diretor técnico do Circuito Brasil de Corrida In­sana, espera ver muita gente com sorriso no rosto em Ribeirão Pre­to . “O maior atrativo da Corrida Insana é, sem dúvida, a diversão. Trata-se de um evento de entrete­nimento, voltado para crianças e adultos, utilizando a corrida de rua como plataforma. Nossa fórmula é Corrida + diversão + família”, afir­ma o empresário, que confirma 18 etapas no segundo semestre deste ano, com previsão de reunir 50 mil pessoas. As inscrições para a etapa de Ribeirão Preto já estão abertas e podem ser feitas no site do evento: http://www.corridainsana.com.br/ ou diretamente no link: http://www.corridainsana.com.br/even­to/ribeirao-preto-sp/#inscricoes.

O preço da inscrição indi­vidual é de R$ 86,90. O acesso à arena insana é grátis para es­pectadores. A etapa de Ribeirão Preto será a terceira da Corrida Insana no Brasil, mas o circuito ainda passará por Goiânia, São Paulo, Campinas, Sorocaba, Bra­sília, Belo Horizonte, Juiz de Fora, Uberlândia, Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçu, Florianópolis, Joinvile, Porto Alegre, São José do Rio Preto, Rio de Janeiro e Vitória.

Crescimento para 2018 – Com investimento inicial de R$ 2 milhões, o licenciamento da Corrida Insana (Insane Infatable 5k, nome original) para o Brasil, primeiro país latino-americano a receber o evento, é de três anos. E os planos são grandiosos. Para 2018, a meta é dobrar o número de etapas, chegando a 36. “Vamos levar o circuito para as regiões do Norte e Nordeste que não foram contempladas neste ano, devido ao curto espaço de tempo dessa primeira temporada, onde prio­rizamos as regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste”, informa.

Fabio Avelar revela que tanto os obstáculos como o know how serão importados diretamente dos Estados Unidos. “O nosso in­vestimento é bastante significativo porque envolve uma logística de importação dos infláveis, com­pressores, motores, transferência de tecnologia, treinamento com a equipe americana, licenciamento da marca, publicidade, seguros, equipamentos de estrutura, entre outros”, informa o empresário, que complementa. “Temos um con­trato de exclusividade no período de 36 meses. A cada 12 meses, fa­remos as trocas dos infláveis a fim de oferecer um novo circuito com novos desafios a cada temporada”.

A Corrida Insana é uma prova para todas as idades. A única exi­gência é que o participante tenha altura mínima de 1,05 metro de altura. No caso de crianças, o pai ou responsável deve acompanhar o menor na atividade. Como não tem caráter competitivo, é pos­sível, inclusive, desviar de um ou outro obstáculo. Todos que cru­zarem a linha de chegada recebem medalha de participação, que integra o kit do atleta, composto também por camisa oficial tecido tecno dry, bandana, sacola biode­gradável e número de peito.

Todos são campeões – A mecânica da disputa da Corrida Insana privilegia a diversão e a segurança. Por isso, a prova não é cronometrada e as largadas são em ondas, favorecendo que famílias e grupos de amigos corram juntos e sem riscos de atropelos. “O públi­co alvo é a família: crianças, ado­lescentes e adultos. O evento não tem caráter competitivo, mas participativo e de entretenimen­to. Não existe o campeão. Diria que um slogan que nos define é bem conhecido: ‘Somos Todos Campeões’”, analisa o empresá­rio, lembrando que, dependen­do do tamanho da cidade e do número de inscritos, a disputa pode ocorrer aos sábados e do­mingos ou somente aos domin­gos, “‘faça chuva ou faça sol”.

Criada nos Estados Unidos e sucesso em diferentes partes do mundo, a Corrida Insana co­meçou a entrar na rota do Brasil quando Fabio e o sócio, Henrique Gomes, viram o poste do evento em um blog. “Achamos a propos­ta diferente de tudo que já ocorreu aqui no País. A partir disso, fica­mos monitorando o evento nos EUA, seguindo as redes sociais e entendo melhor a mecânica das provas. No final de 2016, fo­mos participar de uma etapa na América para ter certeza como funcionava o evento. Depois dis­so, abrimos negociação com a empresa detentora da marca para licenciarmos o evento para o Bra­sil e América do Sul”, conta. O Cir­cuito Brasil de Corrida Insana tem organização da Insane Inflatable 5K, sediada nos EUA.

Postagens relacionadas

‘Passei a acreditar mais no meu futebol’, diz Luketa sobre seu desempenho em 2020

Redação 1

Federação promete retomar o Paulistão e indica jogos com portões fechados

Redação 1

‘É uma sensação única’, afirma Gut sobre chance de segundo acesso pelo Comercial

Redação 1

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Aceitar Política de Privacidade

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com