Tribuna Ribeirão
Cultura

Luisa Geisler no Salão de Ideias

A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto realizará, na próxima quinta-feira, 21 de setembro, às 19 horas, em sua sede, mais um en­contro do Clube de Leitura e Salão de Ideias, desta vez com a participação de Luisa Geisler. A escritora fará uma análise e reflexão do seu livro “Luzes de emergência se acenderão auto­maticamente” com todos os parti­cipantes. No local haverá também venda de livros da autora e sessão de autógrafos. As duas atividades do dia fazem parte do Plano Anual da Fun­dação do Livro e Leitura e contam com incentivo à cultura por meio do Programa de Ação Cultural (ProAC) e se complementam.

Luisa Geisler nasceu em Cano­as (RS) e tem 26 anos. É autora dos livros ‘‘Luzes de emergência se acen­derão automaticamente’’ (Alfaguara, 2014), ‘‘Quiçá’’ (Record, 2011), Contos de mentira (Record, 2011). Foi duas vezes vencedora do Prêmio Sesc de Literatura, além de ter sido duas vezes finalista do Jabuti. Sua obra “Quiçá” foi traduzida para o espanhol e publicado na Espanha, enquanto “Luzes de Emergência se Acenderão Automaticamente” foi traduzido para o espanhol e publicado na Argentina. Luisa Geisler participou de produções artísticas em parcerias com insti­tuições internacionais como a OMI International Arts Center Residency, de Nova York, e a Serpentine Gallery, de Londres. Tem também textos publicados em mais de 20 países, in­cluindo Alemanha, Áustria, Argentina, Espanha, Estados Unidos, França, In­glaterra, Irlanda e Japão.

O livro “Luzes de emergência se acenderão automaticamente” narra o crescer e os conflitos da passagem da juventude à vida adulta. A autora constrói uma narrativa sutil, às vezes, entremeada com um humor descon­certante, em outras com passagens cativantes. Ao compor esse mosaico, a autora desenvolve um romance surpreendente, emocional, sobre as incertezas do amadurecimento. O livro traz a história de Henrique, que mora nos subúrbios de Porto Alegre com os pais: é um garoto que se con­sidera, em todos os aspectos, uma pessoa normal. Está na faculdade, trabalha num posto de gasolina em meio período, tem uma namorada. Fala pouco, é introspectivo, mas cul­tiva amizades sólidas.

Tudo muda quando seu melhor amigo, Gabriel, bate a cabeça num acidente banal e, pouco tempo de­pois, é hospitalizado em coma. Após uma cirurgia de emergência, não há muito que fazer por ele, dizem os mé­dicos. Apenas esperar. EI Ike, os pais de Gabriel, o irmão mais velho e os amigos aguardam o menor sinal de melhora. É então que, perto do Natal, Ike começa a escrever. São cartas em sequência ao amigo, como uma con­versa, que relata o que se passa na ausência do amigo. Para ‘‘quando tu acordar’’, diz ele. ‘‘Queria saber quan­do tu ia acordar, como tu tá, o que tem acontecido, se tem algo que dê pra fazer’’, escreve Henrique. As car­tas são entremeadas por narrativas curtas, que dão a elas uma dimensão adicional: até que ponto Ike sabe real­mente o que acontece à sua volta? O que pensam os outros?

As atividades – O Salão de Ideias é uma oportunidade para o público leitor conhecer de perto au­tores e dialogar com eles para uma reflexão mais profunda sobre as obras lidas. Já o Clube da Leitura foi criado com o objetivo de estimular a leitura e passear por narrativas de diversos autores e estilos literários. Recentemente, o grupo ganhou um novo perfil através da curadoria da bibliotecária Gabriela Bazan Pedrão, doutoranda em Ciências da Infor­mação pela Unesp.

Para a presidente da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, Adriana Silva, a fusão de dois pro­gramas permanentes da Fundação num único evento fortalece os obje­tivos de difusão e formação de novos leitores. ‘‘São atividades como essas que possibilitam a formação do leitor e, na maioria das vezes, os apresen­tam e até os colocam de frente com escritores renomados, o que aguça a curiosidade e amplia o prazer e o gosto pela leitura’’, diz. A coordena­dora de programação da Fundação, Laura Abbad, destaca que as duas atividades oferecem oportunidades para que o público local conheça no­vos autores. ‘‘Estes Salões do Clube da Leitura dão destaque também para novos autores que ganharam reconhecimento e prêmios literários importantes com suas primeiras obras’’, acrescenta.

As duas atividades são abertas ao público em geral: estudantes, es­critores, professores, profissionais e amantes da literatura. A entrada é gratuita. As inscrições podem ser feitas pelo telefone (16) 3911-1050 ou através do e-mail [email protected] ou pelo. A sede da Fundação do Livro e Leitura fica na rua Professor Maria­no Siqueira nº 81, Jardim América, Ribeirão Preto.

Postagens relacionadas

Presos usam poesia para ‘romper’ grades e muros

Redação 1

Ribeirão recebe espetáculo “(A)manhã do dia seguinte”

Redação 2

Chico Buarque e Carol Proner vão se casar em Petrópolis (RJ)

Redação 1

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Aceitar Política de Privacidade

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com