Tribuna Ribeirão
Geral

Lula vira réu pela sétima vez

O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal em Brasília, aceitou denúncia do Ministério Público Federal (MPF) e colocou o ex-presi­dente Luiz Inácio Lula da Silva novamente no banco dos réus. O petista vai responder pelo crime de corrupção passiva por, supostamente, ter parti­cipado da “venda” da Medida Provisória (MP) 471, de 2009, que prorrogou os incentivos fiscais para montadoras insta­lavas nas regiões Norte, Nor­deste e Centro-Oeste.

O caso foi revelado e in­vestigado na Operação Zelo­tes. Lula já é réu em outros cinco processos – sendo 3 na Lava Jato, 1 na Zelotes e outro decorrente da Operação Ja­nus. Em um sétimo processo, no caso do triplex do Guaru­já, o petista já foi condenado a nove anos e seis meses de pri­são pelo juiz Sérgio Moro. O petista também já foi denun­ciado em outros dois casos provenientes de investigações da Lava Jato.

Na denúncia, assinada pelos procuradores Frederico Paiva e Hebert Mesquita, Lula, o ex­-ministro Gilberto Carvalho e mais cinco pessoas foram acu­sadas de envolvimento em cor­rupção para aprovação da MP 471, editada no segundo man­dato do ex-presidente A MP, transformada em lei no ano de 2010, prorrogou os incentivos fiscais de montadoras instala­das nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Postagens relacionadas

Prefeito anuncia recursos para a compra de 500 mil doses de vacinas

Redação

Toffoli cobra Educação sobre reabertura de inscrições do Enem 2021 a isentos

Redação 1

OIT: trabalho digital cresce 5 vezes e ameaça direitos trabalhistas

William Teodoro

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Aceitar Política de Privacidade

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com