Tribuna Ribeirão
Geral

Maia diz que governo não teria votos para aprovação

O presidente da República em exercício, Rodrigo Maia (DEM­-RJ), disse nesta segunda-feira que a maior dificuldade será con­seguir os votos necessários para a aprovação da reforma da Previ­dência em primeiro turno, e não colocá-la em votação no início de outubro. “O problema não é a data, é ter voto para votar. Hoje tem menos votos do que antes”, declarou. Ele calcula que, atual­mente, não será possível alcançar mais que 280 votos, quantidade abaixo dos 308 necessários para uma mudança na Constituição.

Maia pretende reverter o ce­nário. “É questão de trabalhar e mostrar a urgência para os parla­mentares”, disse. Ele afirmou que trabalha todos os dias no conven­cimento dos deputados no tema que, segundo ele, ainda é polêmi­co. “Aprovada a reforma da Previ­dência ainda este ano, o impacto na economia ano que vem vai ser muito forte e vai colaborar com a eleição de 2018”, defendeu.

Segundo ele, “não dá para ne­gar” que o governo perdeu força dentro do Congresso Nacional, diante da expectativa do recebi­mento de uma segunda denún­cia da PGR (Procuradoria Geral da República) contra o presidente Michel Temer (PMDB).

Sobre a análise de uma pos­sível nova denúncia a ser ofere­cida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presi­dente Michel Temer, Maia disse que é importante que a questão se encerre rapidamente para não prejudicar a agenda de reformas.

Maia declarou que respeita­rá as decisões da PGR, mas que, se não houver embasamento, a denúncia será arquivada. A ex­pectativa é que a Câmara dos Deputados aprecie a denúncia até o final de setembro. “Temos que começar a separar as coisas. A gente precisa que a Câmara tenha uma agenda de reformas permanente”, defendeu.

Postagens relacionadas

PUBLICIDADE: Livro Empresas Centenárias

Redação 1

SP teve metade dos acidentes de trabalho com crianças e adolescentes

William Teodoro

PUBLICIDADE: Assine Jornal Tribuna!

Redação 1

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Aceitar Política de Privacidade

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com