Tribuna Ribeirão
DestaqueGeral

Telefonia e bancos são os campeões de reclamações do consumidor

JF PIMENTA

Assim como em anos ante­riores as operadores de telefonia ao lado de instituições financei­ras e grandes lojas lideram as reclamações no Procon de São Paulo. É o que revela o ranking de atendimento divulgado no site do órgão paulista. Em Ri­beirão Preto, o Procon local não divulgou o ranking de 2020, mas o de 2019 aponta o mesmo pro­blema enfrentado pelos consu­midores paulistanos.

No ranking estadual a cam­peã de reclamação é a Eletro­paulo, empresa que fornece energia elétrica aos paulistanos. Em Ribeirão Preto, em 2019, a CPFL Paulista, que cumpre o mesmo papel, foi a sexta coloca­da entre as mais reclamadas.

Em se tratando de telefo­nia, Claro/Net, Vivo Telefônica e Tim estão entre as dez pri­meiras, ocupando os segundo, quarto e sexto lugares respec­tivamente. As grandes lojas de varejo também foram alvo: a terceira colocada é a Via Vare­jo (Casas Bahia, Ponto Frio e Extra.com), o Grupo Magazine Luiza aparece em quinto, e o B2W (Americanas.com, Sub­marino, Shoptime, Sou Barato e Lojas Americanas) em sétimo.

O site de viagens Decolar é o oitavo, seguido pelo Mercado Livre (9º) e Bradesco (10º), pri­meiro entre os bancos.

Ribeirão Preto
O Tribuna perguntou ao Procon de Ribeirão Preto quais foram os principais atendi­mentos realizados ano passado e neste ano, mas o órgão não quis se manifestar. Apenas o ranking 2019, que está no site do órgão, foi fornecido.

Procon-SP notifica Claro, Oi, Tim, Vivo e Psafe
O Procon-SP notificou as operadoras de telefonia Claro, Oi, Tim e Vivo e a empresa de segurança digital Psafe para darem informações sobre o suposto vazamento de dados de mais de 100 milhões de celulares. As em­presas têm 72 horas para responder a partir de 17 de fevereiro deste ano.

As teles deverão confirmar se houve o vazamento de dados pes­soais de suas bases e, em caso positivo, explicar os motivos do inci­dente, detalhar quais as medidas tomadas para contê-lo e informar o que farão para reparar os danos causados pelo incidente e evitar que a falha aconteça novamente.

Já a Psafe, que de acordo com notícia divulgada (https://forbes. com.br/negocios/2021/02/novo-vazamento-expoe-100-milhoes­-de-contas-de-celular-dos-brasileiros/) confirmou o vazamento de quase 103 milhões de contas na dark web com informações sen­síveis, deverá explicar como foi informada sobre o vazamento dos dados e o que a motivou a torná-lo público.

A empresa de cibersegurança declarou ainda, de acordo com a notícia, que foi contatada por um hacker que se encontra fora do Brasil e está vendendo os dados vazados. O Procon-SP quer que a Psafe esclareça como se deu o contato com o hacker que noticiou o vazamento; quais informações foram vazadas; e se o vazamento se deu apenas no ambiente conhecido como “dark web”.

MARCELLO CASAL JR.-AG.BR.

“Esses vazamentos são gravíssimos e permitirão que sejam aplicados muitos golpes. O Procon-SP já está investigando e pede que as pessoas tomem máxima cautela, desconfiem de tudo e jamais passem dados pessoais ou entrem em sites que não conheçam”, alerta o diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez.

LGPD – Lei Federal 13.709 – As teles também foram indagadas sobre suas bases de dados pessoais – finalidade e base legal para o tratamento de dados pessoais, política de descarte e armazenamento dos dados – e sobre quais medidas técnicas e organizacionais são adotadas para o cum­primento das determinações da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

A LGPD entrou em vigor em 18 de setembro passado para disciplinar as regras sobre o tratamento e armazenamento de dados pessoais, resta­belecer ao titular desses dados o controle de suas informações e proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade.

Ranking Procon no estado de São Paulo (2020)
1º – ELETROPAULO METROPOLITANA ELETRICIDADE DE SAO PAULO 93.533 54,72%
2º – GRUPO CLARO / NET / EMBRATEL / NEXTEL (AMÉRICA MÓVIL) 36.235 86,20%
3º – GRUPO VIA VAREJO 26.835 74,78%
4º – GRUPO VIVO/TELEFÔNICA 26.353 88,90%
5º – GRUPO MAGAZINE LUIZA 18.815 80,30%
6º – GRUPO TIM 18.526 80,83%
7º – GRUPO B2W / AMERICANAS.COM / SUBMARINO / SHOPTIME / SOU BARATO / LOJAS AMERICANAS
16.359 84,92%
8º – DECOLAR.COM LTDA 14.448 52,65%
9º – GRUPO MERCADO LIVRE 12.555 80,92%
10º – GRUPO BRADESCO 12.106 76,82%
11º – GRUPO CARREFOUR 12.056 71,39%
12º – GRUPO ITAU UNIBANCO 11.960 77,05%
13º – GRUPO CAIXA ECONOMICA FEDERAL 8.446 79,03%
14º – GRUPO SANTANDER 8.064 73,45%
15º – GRUPO BIO RITMO / SMARTFIT / RACEBOOTCAMP / VIDYA STUDIO 7.301 83,80%
16º – EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELEGRAFOS 6.786 77,94%
17º – GRUPO RIACHUELO 5.436 83,50%
18º – CIA DE SANEAMENTO BÁSICO DO EST. SÃO PAULO-SABESP 5.417 89,82%
19º – GRUPO OI 5.266 81,71%
20º – GRUPO C6 BANK 4.986 74,66%

Ranking Procon em Ribeirão Preto (2019)
1º – CLARO TV – CLARO AS 301 73,75%
2º – TELEFÔNICA BRASIL AS 192 68,75%
3º – BANCO ITAU S.A 156 60,9%
4º – TIM CELULAR SA – Matriz 115 76,52%
5º – BANCO BRADESCO SA – Matriz 91 65,93%
6º – CPFL – Companhia Paulista de Força e Luz 73 72,6%
7º – BANCO BMG AS 69 47,83%
8º – CAIXA ECONÔMICA FEDERAL 61 57,38%
9º – VIA VAREJO SA – CASAS BAHIA 50 66%
10º – Pernambucanas Financiadora S.A 49 51,02%
11º – OI MÓVEL 47 78,72%
12º – EDITORA TRÊS LTDA 40 62,5%
13º – BANCO SANTANDER 36 50%
14º – BANCO PANAMERICANO 34 35,29%
15º – SÃO FRANCISCO SISTEMA DE SAUDE 32 84,38%
16º – BANCO DO BRASIL 31 64,52%
17º – CNOVA COMERCIO ELETRONICO 29 72,41%
20º – BANCO SAFRA 26 53,85%
20º – GARDIANO CURSOS E TREINAMENTOS (CEBRAC) 26 65,38%
20º – DECOLAR 26 30,77%

Fonte: https://www.proconrp.com.br/sistema/site/ranking.php

Postagens relacionadas

Larga Brasa

William Teodoro

PUBLICIDADE: Barão Imóveis

Redação 1

Carrefour terá de pagar mais de 800 bolsas para estudantes negros

William Teodoro

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Aceitar Política de Privacidade

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com