Botafogo empata com o Atlético-GO e perde chance de colar no G-4

0
25
JF PIMENTA/ESPECIAL PARA O JORNAL TRIBUNA

O Botafogo ficou no empa­te em 0 a 0 com o Atlético-GO na noite da última quinta-feira (17), em jogo realizado no está­dio Santa Cruz, válido pela 30ª rodada do Campeonato Bra­sileiro da Série B. O próximo duelo do Pantera é na quinta­-feira (24), diante do CRB-AL, no estádio Rei Pelé.

Melhor em boa parte do jogo, o Pantera criou algumas situações para vencer o con­fronto direto frente ao Dragão. Mas, novamente, pecou nas finalizações. O empate é ruim para as duas equipes, mas pesa mais para o time ribeirão-pre­tano, que poderia baixar a di­ferença para os goianos para apenas dois pontos.

O jogo
A primeira etapa foi bas­tante truncada, mas o Botafo­go foi superior e criou as me­lhores chances de gol. Muito fechado, o Atlético-GO não conseguiu jogar. A aposta na formação com três volantes feita por Eduardo Barroca não funcionou e o Dragão foi facilmente dominado.

O Pantera quase abriu o placar logo no primeiro minuto de jogo. Higor Meritão soltou uma bomba de canhota da en­trada da área e a bola explodiu no travessão. Aos 12 minutos, Dodô, jovem formado na base do Bota, machucou o joelho e precisou ser substituído.

O Pantera seguiu mais peri­goso no jogo e assustou aos 22 minutos. Júlio César, que en­trou na vaga de Dodô, cruzou na área, Murilo tentou o chu­te e a bola sobrou para Bruno Moraes, que finalizou e o golei­ro Kozlinski fez a defesa.

Aos 26 minutos, Lucas achou Bruno Moraes, que fez o trabalho de pivô, girou em cima marcação e enfiou linda bola para Marlon Freitas, que bateu de primeira e perdeu boa chance de abrir o placar.

Aos 43 minutos, Murilo bateu falta da entrada da área e a bola pegou na rede pelo lado de fora, enganando o torcedor que estava do lado oposto do estádio.

O Dragão voltou melhor para o segundo tempo. Aos 6 minutos, André Castro fez lindo lançamento, Pará furou e a bola sobrou para Nicolas na ponta esquerda, que cor­tou para o meio e bateu cha­pado, Bem postado, Darley espalmou para escanteio.

Com a postura mais ofensi­va do Atlético, o jogo ficou mais franco. O Pantera assustou em cabeçada de Murilo e o Dragão perdeu boa oportunidade de contra-ataque com Reginaldo.

Quando o jogo deu uma esfriada, o Pantera teve chan­ce de marcar. Aos 33 minu­tos, Felipe Saraiva, que havia entrado no lugar de Higor Meritão, deixou dois marca­dores para trás e bateu cru­zado. A bola passou tirando tinta da trave.

A chance derradeira do jogo veio aos 46 minutos. Ko­zlinski saiu mal do gol, a bola sobrou para Nadson, na pe­quena área, testar fraco e per­der ótima oportunidade de trazer a vitória para o Fogão.

Com o empate, o Pantera chegou aos 44 pontos e ocupa momentaneamente a sexta colocação. O próximo con­fronto do Tricolor é na quin­ta-feira (24), diante do CRB­-AL, às 19h15, no estádio Rei Pelé, em Alagoas.

Comentários