Câmara pode virar ponto de vacinação

0
45
Câmara de RP - Foto: JF Pimenta

A Câmara de Vereadores pode ser o 43º posto de vacina­ção contra o novo coronavírus em Ribeirão Preto. Dois ofícios assinados pelo presidente do Legislativo, Alessandro Mara­ca (MDB), foram encaminha­dos ao prefeito Duarte No­gueira (PSDB) e ao secretário municipal de Saúde, Sandro Scarpelini, nesta segunda-fei­ra, 11 de janeiro (11).

A prefeitura informou, por meio de nota, que recebeu o ofício da Câmara de Vereadores e encaminhará o pedido para análise da Secretaria Municipal da Saúde, que vai avaliar a ne­cessidade de ampliar o número de pontos de vacinação já estru­turados pela pasta e divulgados na última sexta-feira (8), duran­te coletiva de imprensa.

Nos ofícios, o presidente do Legislativo argumenta “a ne­cessidade de maior alcance de tal proteção, da dificuldade de locomoção de muitos muní­cipes e do risco a que estarão expostos ao se dirigirem à su­nidades saturadas, esta dispo­nibilização busca oferecer mais opções aos nossos cidadãos”. Além da estrutura interna do prédio, o ofício disponibiliza o estacionamento da Câmara, que poderia ser utilizado para um possível “drive thru”.

A nota encaminhada pela pre­feitura ressalta que o Plano Muni­cipal de Imunização contra a Co­vid-19 já contempla pontos fixos nas salas de vacinação de 37 Uni­dades Básicas de Saúde (UBS’s) da rede municipal de saúde e mais cinco pontos alternativos. Um fica no Núcleo de Gestão Assis­tencial em Saúde (NGA), na rua Minas nº 895, nos Campos Elí­seos (Zona Norte).

O sistema “drive thru” vai atender no estacionamento do Estádio Santa Cruz (Botafo­go), na Ribeirânia (Zona Leste). Também haverá imunização em de postos no RibeirãoShopping, no Jardim Califórnia (Zona Sul), e no Santa Úrsula Shopping, no bairro de Higienópolis (Cen­tral), além do Centro Médico de Ribeirão Preto, localizado na rua Thomaz Nogueira Gaia nº 1.275, no Jardim Irajá (Zona Sul).

A prefeitura de Ribeirão Preto pretende vacinar 150.275 pessoas contra o coronavírus entre 25 de janeiro e 22 de março. A previsão é imunizar o público-alvo deter­minado pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e pelo Mi­nistério da Saúde.

Ou seja, pessoas com mais de 60 anos de idade e profissionais de saúde. Este contingente foi esco­lhido por ter o maior número de provocadas pela covid-19.

Segundo a Secretaria Muni­cipal da Saúde, em Ribeirão Pre­to, 80% das mortes provocadas pelo vírus foram de pessoas com mais de 60 anos.

Já os profissionais de saúde es­tão no grupo prioritário por traba­lharem na linha de frente de com­bate à doença e no atendimento aos pacientes. A vacinação será realizada de segunda-feira a sába­do, das sete às 17 horas. O Plano Municipal prevê a aplicação duas doses da vacina para cada pessoa com o intervalo obrigatório de três semanas entre a primeira e a segunda aplicação.

No total, trabalharão na imu­nização 606 profissionais de saúde. São 42 enfermeiros, 282 auxiliares de enfermagem e 282 agentes co­munitários de saúde. Todo o pro­cesso de vacinação será controla­do e registrado no Sistema Hygia do Sistema Único de Saúde (SUS). Ou seja, pelo cadastro do pacien­te será possível dar credibilidade e garantir que sejam vacinadas apenas as pessoas pertencentes ao público-alvo.

As 37 unidades de saúde já possuem o sistema, mas nos shopping centers e no “drive thru” será disponibilizado du­rante o período de imunização. Nos 89 asilos e casas de repou­so da cidade a imunização dos idosos com mais de 60 anos será feita de duas maneiras. Em 69 deles a vacina será aplicada pe­los profissionais de enfermagem das próprias unidades.

Já em outros 20 ela será feita em visitas programadas de profis­sionais de Secretaria Municipal da Saúde. A população com menos de 60 anos não está incluída nes­ta primeira etapa de imunização, assim como os pacientes com co­morbidades e doenças crônicas.

O secretário municipal da Saúde também revelou na coletiva desta sexta-feira que o Estado vai enviar 730 mil seringas e agulhas para Ribeirão Preto. Sandro Scar­pelini disse ainda que a prefeitura também vai comprar esse tipo de material, além de equipamentos de proteção individual (EPIs) pa­raos profissionais que participarão da imunização.

O calendário de vacinação

Dia 25 de janeiro
Segunda dose em 15 de fevereiro
Público-alvo
Profissionais de saúde dos
setores público, privado e filan­trópico
Meta: 32.000 pessoas

Dia 8 de fevereiro
Segunda dose em 1º de março
Público-alvo
Idosos com 75 anos ou mais
Meta: 32.806 pessoas

Dia 15 de fevereiro
Segunda dose em 8 de março
Público-alvo
Idosos entre 70 a 74 anos
Meta: 21.269 pessoas

Dia 22 de fevereiro
Segunda dose em 16 de março
Público-alvo
Idosos de 65 a 69 anos
Meta: 28.663 pessoas

Dia 1º março
Segunda dose em 22 de março
Público-alvo
Idosos de 60 a 64 anos
Meta: 35.537 pessoas
Total do público-alvo: 150.275 pessoas

Comentários