Identificar pessoas que possam estar entre os 2% no planeta com maior grau inte­ligência – o chamado QI ou Quociente de Inteligência. Em síntese, este é o objetivo do Dia Nacional de Testes que a Mensa Brasil, a mais antiga e mais famosa socie­dade de alto QI do mundo, criada em 1946 na Inglaterra, realizará no país no dia 28 de setembro, em mais de 20 ci­dades brasileiras.

E os moradores de Ri­beirão Preto e região que se interessarem poderão parti­cipar do Teste Psicométrico de medição de inteligência, com o objetivo de admissão na Mensa Brasil. Este teste, aprovado por psicólogos da organização, permite identi­ficar se o candidato possui o percentil igual ou superior a 98 – medida universal de ca­pacidade de processamento cerebral que determina a su­perdotação no indivíduo.

As inscrições para o Dia de Testes podem ser realiza­das por meio do site da Men­sa Brasil (https://mensa.org. br) e vão até o dia 26 de se­tembro. O teste será aplicado a partir das 8 horas, por um psicólogo contratado pela or­ganização. Caso o participan­te seja identificado com Alto QI, é convidado a fazer parte da Mensa Brasil.

O teste tem 1 hora de du­ração e somente poderá ser realizado por pessoas com idade entre 17 e 63 anos, que tenham, no mínimo, o Ensi­no Superior incompleto (cur­sando ou não). Não é neces­sário preparo prévio, apenas que o candidato compareça descansado e bem disposto e leve caneta azul ou preta. Vale ressaltar que a avaliação é “culture fair”, ou seja, inde­pende da língua falada e de conhecimentos específicos do candidato.

“É importante ressaltar que os testes não informam o valor numérico do QI do participante, mas sim se ele está no percentil necessário para atestar se tratar de uma pessoa com superdotação”, esclarece Cadu Fonseca, pre­sidente da Mensa Brasil. “Tal medida (percentil) revela qual o QI dela em relação à população em geral”, acres­centa. Segundo o presiden­te da organização, o QI é a medida da capacidade de processamento cerebral. “É como comparar o cérebro humano ao motor de um car­ro ou com o poder de proces­samento de um computador: quanto maior capacidade, mais desempenho pode apre­sentar em resolução de tare­fas”, conclui.

De acordo com a Orga­nização Mundial de Saúde (OMS), de 3,5 a 5% da popu­lação brasileira é superdota­da, com percentil 95 ou supe­rior, número que, no âmbito escolar, totaliza até 2 milhões de estudantes, ou até 5% da população escolar no país.

É com o objetivo de reu­nir e integrar pessoas com um padrão de inteligência acima do percentil 98, que existe a Mensa. Atualmente com mais de 1.700 membros no país, a Mensa Brasil busca identificar indivíduos super­dotados, com os maiores QIs da população (2% superiores em QI ou com percentil 98) e estimular pesquisas sobre in­teligência, além de fomentar um ambiente de aprendizado mútuo entre seus membros.

Mensans Ilustres
Dentre importantes no­mes que integram ou integra­ram a Mensa no Brasil e no exterior, destacam-se perso­nalidades como Isaac Asimov (escritor de ficção científica), Scott Adams (quadrinista, criador do personagem Dil­bert), Markus Persson (cria­dor do jogo Minecraft), Dan Brown (escritor), Tim Berns Lee (físico britânico, profes­sor do MIT e criador da in­ternet), Geena Davis (atriz), Roger Moreira (músico), Lucas Di Grassi (Piloto de corridas), Alexey Magnavita (Escritor), Cristina Laisatis (escritora), Marcelo Abrileri (criador do Curriculum.com e da Alphanet), Alexis Efre­mides (co-criador do Livres), Pierluigi Piazzi (professor), Mateus Gianni (professor), Guilherme Sampaio (primeiro vencedor do Prêmio Pier), Lu­cas Boldrini (microbiológo) e Eduardo L’Hotelier (criador do aplicativo GetNinjas).

Comentários