Tribuna Ribeirão
Artigos

‘Vizinhança Solidária’ também no meio rural

A idéia, lançada durante a abertura da “Semana da Segurança Pública”, idealizada pela Comissão Permanente de Segurança Publica da Câmara Municipal de Ribeirão Preto (presidida pelo vereador Mauricio Gasparini e também integrada pelos vereadores Fabiano Guimarães e Renato Zucoloto), realmente é inovadora: a extensão do programa “Vizinhança Solidária” (cujo maior êxito, conforme relato do capitão Mauricio Rafael Jerônimo de Mello, comandante da 2ª Cia. do 51º BPMI, foi registrado no bairro City Ribeirão, em Ribeirão Preto) também para o meio rural.

Solidariedade, num mundo que cada vez mais se isola pelo temor da violência física ou patrimonial, sempre é bem vinda. O mundo, assim como as pessoas, precisa de solidariedade; a solidariedade entre colegas e amigos nunca é demais; por que não, igualmente, entre os vizinhos, sejam eles urbanos ou rurais?

Segundo pesquisa exibida pelo capitão Mauricio Rafael Jerônimo, 97% da população mundial é formada por pessoas honestas; apenas 3%, portanto, são marginais. É muita gente boa, representando esmagadora maioria, necessitada, tão somente, de união e de determinação no combate à bandidagem.

O vizinho deve ser, senão amigo, aliado do seu vizinho, zelando pela propriedade dele como se fosse a sua e ficando atento diante de qualquer anormalidade. Um carro estranho circulando pelas ruas ou estradas, um indivíduo em atitude suspeita, deve ser um motivo de alerta. Assim fazem os moradores da City que, inclusive, se cotizaram para a implantação de câmeras de segurança; assim devem fazer os proprietários rurais vitimados, nos últimos tempos, por invasões em suas propriedades.

Como fruto dessa reunião realizada no auditório do Sindicato Rural de Ribeirão Preto no último dia 14 de agosto – presentes, entre outros, o prefeito Duarte Nogueira, o coronel Washington Luiz Pestana (comandante do CPI-3); o engenheiro agrônomo Genésio Abadio de Paula e Silva (vice-presidente do Sindicato Rural de Ribeirão Preto) e Carlos Alencastre (presidente da Associação de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Ribeirão Preto) – foi definida a criação de uma comissão especifica para operacionalizar as ideias então levantadas, incluindo a “vizinhança solidária rural” e o programa de georreferenciamento então exposto pelo capitão Emerson Vieira Coelho – comandante da 5ª Cia do 13º Batalhão da PM – e pelo empresário Vander Furquim – com a participação dos vereadores integrantes da Comissão Permanente de Segurança Publica; de Paulo Maximiano Junqueira, representando o Sindicato Rural de Ribeirão Preto; do coronel Renato Catita, representando a prefeitura municipal e do capitão Mauricio Rafael Jerônimo de Mello, representando a PM. As pessoas honestas, os homens de bem, não podem se deixar vencer pelos bandidos; devem, sim, enfrenta-los usando, entre outras armas, como uma força ativa e efetiva, a solidariedade!!!

Postagens relacionadas

Discussões da gestão municipal 

Redação 2

As contradições do Natal

Redação 1

O futebol, a criança e o machismo

Redação 1

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Aceitar Política de Privacidade

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com