Tribuna Ribeirão
DestaqueGeral

Jardim Japonês é reaberto nesta quarta

Jardim Japonês estava fechado havia mais de um ano e será reaberto ao público nesta quarta-feira, 19 de junho, aniversário de 168 anos da cidade (Alfredo Risk)

O Jardim Japonês do Bosque Zoológico Municipal Doutor Fábio Barreto foi reaberto ao público nesta quarta-feira, 19 de junho, data do aniversário de 168 anos de Ribeirão Preto, após mais de doze meses fechado para obras de revitalização e remoção de árvore que ameaçava o espaço.  
 
A iniciativa integra um conjunto de ações que fazem parte da primeira etapa de revitalização do Bosque Fábio Barreto. O terrário já foi reaberto no dia 3, na Semana do meio Ambiente, além de outras obras como a reforma do Setor de Zootecnia, recapeamento de vias e implantação do Centro de Triagem e Recuperação de Animais Silvestres (Cetras) Morro do São Bento. 
 
A cerimônia de reinauguração do Jardim Japonês foi realizada nesta terça-feira (18) e contou com uma homenagem a um dos idealizadores do espaço, senhor Teruo Abe. Estiveram presentes familiares, além de integrantes da comunidade japonesa.  
 
“Nos 116 anos da imigração japonesa é uma honra entregar esse espaço revitalizado e com todo o glamour que ele merece. Essa foi uma importante iniciativa que valoriza ainda mais o Bosque Zoológico Fábio Barreto”, destacou o secretário de Meio Ambiente, Laurindo da Silva. 
 
Já o prefeito Duarte Nogueira (PSDB) ressaltou a importância das intervenções que possibilitaram o resgate e recuperação de um dos pontos turísticos mais visitados e queridos do município. “Essa entrega resgata a cultura e valoriza a comunidade japonesa, além de contribuir como mais um espaço de lazer e integração para todas as famílias”, destacou o chefe do Executivo. 
 
É também um importante avanço, a conquista da implantação do Centro de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres, que realiza um grande trabalho de atendimento médico veterinário, nutricional e comportamental e reabilitação de animais, além da destinação para soltura em ambiente natural ou para instituições conservacionistas de fauna silvestre”, afirmou. 
 
Jardim Japonês – O Jardim Japonês é ocupado por elementos e símbolos arquitetônicos da cultura japonesa, incluindo “casa de chá”, lagos com carpas, monjolo, entre outros. O local recebeu manutenção total da rede elétrica, instalação de iluminação com holofotes de led e restabelecimento das luminárias ornamentais. 
 
Foi feita a manutenção e pintura dos ornamentos; e colocação de parte dos paralelepípedos; manutenção e pintura do cercamento; instalação de guarita; r restauro de monumentos da cultura japonesa, confecção de um novo monjolo; limpeza e manutenção dos três lagos, com o manejo de peixes, e manutenção e pintura do Mirante do Bosque. 
 
Também foi feita a manutenção e melhoria do sistema de reuso de água dos lagos do Jardim Japonês, com a instalação de caixas d’água para eficiência de filtragem e reuso da água, servindo ainda de apoio ao sistema de combate a incêndios. 
 
A obra incluiu ainda a instalação de rede de hidrantes de combate a incêndio ao longo do perímetro do Jardim Japonês, com instalação de hidrante recalque e emissão do primeiro Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) do espaço, decorrente da instalação do sistema de combate a incêndio. 
 
Cetras – A obtenção da autorização de uso e manejo para início das atividades de Centro de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres ocorreu em março de 2024 após um período de reestruturação das instalações e deliberações junto ao Departamento de Fauna do Estado de São Paulo (Defau).  
 
O empreendimento compreende um quarentenário capaz de albergar mamíferos de pequeno e médio porte, como raposas-do-campo, tamanduás, capivaras e bugios, por exemplo. A estrutura é também capaz de manter em quarentena aves e repteis em recuperação após cirurgias ou completude do desenvolvimento da fase de filhotes para adultos.  
 
Há ainda os setores de maternidade, zootecnia/nutrição, ambulatório veterinário, sala de cirurgia, sala de diagnóstico por imagem, sala de insumos, sala de necropsia e laboratório de análises clínicas. O Bosque Zoológico Municipal Doutor Fábio Barreto permanecerá aberto ao público neste feriado.  
Atenderá normalmente até domingo (23), das nove horas às 16h30. A entrada é gratuita.  
 
O zoo não abre as segundas e terças-feiras, a não ser em datas específicas.  O Bosque Fábio Barreto fica na rua Liberdade s/nº, no bairro Campos Elíseos.  Mais informações podem ser solicitadas pelos telefones (16) 3636-2283 e 3636-2513. Considerado um dos mais importantes pontos de lazer e cultura gratuitos na cidade de Ribeirão Preto, recebeu mais de 257 mil visitantes em 2022.  
 
Conta com um espaço de área verde de 250.880 metros quadrados onde vivem mais de 700 animais de 180 espécies, entre aves, peixes, mamíferos, répteis e anfíbios. O espaço concentra uma reserva de Mata Atlântica, com árvores centenárias, como perobas, jequitibás, ipês e jatobás. O zoológico de Ribeirão Preto também abriga animais ameaçados de extinção, como arara-azul, ararajuba, suçuarana, lobo-guará, mutum-do-sudeste, urubu-rei, anta, tamanduá-bandeira, jaboti-tinga e tracajá. 
 
Serviço 
Bosque Zoológico  Municipal Doutor  Fábio Barreto 
Endereço: rua  Liberdade  s/nº, Campos  Elíseos 
Telefones: (16)  3636-2283  e 3636-2513 
Entrada: gratuita 
Quando: de  quarta-feira  a domingo 
Fechado 
Segundas e  terças-feiras 
Horário: das 9  horas ás 16h30 
 

Postagens relacionadas

Motociclista ferido em colisão com ônibus na avenida Maurilio Biagi

Redação 1

Petrobras reduz o preço do diesel

William Teodoro

Homem é preso por roubar motorista de aplicativo em Ribeirão Preto

William Teodoro

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Aceitar Política de Privacidade

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com