Tribuna Ribeirão
Geral

Ribeirão Preto terá novo Poupatempo

Ribeirão Preto terá ainda neste ano um Poupatempo Am­biental, voltado à solução de pro­blemas como o licenciamento de projetos. O anúncio foi feito pelo secretário estadual de Meio Am­biente, Maurício Brusadin, ao prefeito Duarte Nogueira Júnior (PSDB), durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Regional da Região Metropolita­na de Ribeirão Preto (RMRP), na manhã desta segunda-feira, 4 de setembro.

Segundo o secretário, o mu­nicípio indicará o local para que o governo estadual faça os inves­timentos necessários e a Secreta­ria de Meio Ambiente fornecerá os técnicos para atendimento de prefeituras e empresas. “Essa é uma excelente notícia. O Pou­patempo vai acelerar o licencia­mento sem desrespeitar as regras ambientais. Isso vai facilitar mui­to os empreendimentos e a vida de muitas pessoas e de todas as cidades da região. Até novembro vamos inaugurar o Poupatempo Ambiental”, diz o prefeito.

Brusadin diz que a instalação do Poupatempo atende à reivin­dicação de muitos que lutam pelo serviço. “Vamos inaugurar até novembro o serviço, que tem como ideia central agilizar os serviços e garantir a execução de todas as leis para emissão dos licenciamentos”, afirma. Prefei­tos das 34 cidades que integram a RMRP terão uma audiência com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, na terça-feira que vem, dia 12, às 15h30, em Brasília.

A sugestão de solicitar a reu­nião, para que os municípios levem suas reivindicações ao ministro, foi feita pelo presidente da Empresa Paulista de Planeja­mento Metropolitano (Empla­sa), Luiz José Pedretti. Duarte Nogueira falou com o ministro e agendou a reunião para a próxi­ma semana. Os prefeitos interes­sados poderão integrar a comiti­va que viajará a Brasília. Durante o encontro desta segunda-feira, Brusadin, que tomou posse na semana passada, ouviu reivindi­cações dos prefeitos da RMRP, principalmente no tocante a li­cenciamentos ambientais e ater­ros sanitários.

Ele anunciou o desejo de ajudar os prefeitos e colocou a equipe da secretaria à disposição. Também afirmou que a solução para os resíduos sólidos deve ser a contratação consorciada. “Va­mos construir os equipamentos para atender às expectativas dos consórcios. A Desenvolve São Paulo tem uma linha de R$ 170 milhões para projetos de aterros”, afirma. O secretário também informou sobre sua intenção de promover a descentralização dos licenciamentos ambientais. “Com pessoas capacitadas, o pró­prio consórcio pode fazer o licen­ciamento ambiental”, afirmou.
A próxima reunião do Con­selho Regional de Desenvolvi­mento será em 6 de novembro, na sede da Associação de En­genharia, Arquitetura e Agro­nomia de Ribeirão Preto (Aea­arp). Para o próximo encontro serão convidados três secretá­rios estaduais: Arnaldo jardim (Agricultura e Abastecimento), Benedito Braga (Saneamento e Recursos Hídricos) Fabricio Cobra Arbex (acaba de assu­mir a pasta de Turismo).

Postagens relacionadas

Transporte – MP ainda aguarda documentos de consórcio

William Teodoro

PUBLICIDADE: Tribuna Veículos

Redação 1

Trânsito já fez 3.198 vítimas em RP

Redação 1

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Aceitar Política de Privacidade

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com