Tribuna Ribeirão
Política

Vereador nega ter patrocinado ‘baile’

O vereador Adauto Hono­rato, o “Marmita” (PR), diz que não organizou nem patrocinou o baile funk – o popular “panca­dão” – que seria realizado na noite de réveillon, entre domingo, 31 de dezembro, e segunda-feira, 1º de janeiro, na rua Floriano Leite Ri­beiro, no Parque Ribeirão Preto, Zona Oeste da cidade, principal base eleitoral do parlamentar.

Segundo Robson Vieira, asses­sor de Adauto Marmita na Câma­ra, o vereador apenas compareceu ao local, a pedido dos organizado­res, para conversar com os policiais militares que apreenderam bebi­das e retiraram o palco montado sem autorização – a rua também foi fechada sem permissão.

A Polícia Militar (PM) che­gou por volta das 19 horas de do­mingo e, ao constatar que não ha­via alvará da Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto (Transerp) para o fechamen­to da rua e a montagem de palco, acionou o Departamento de Fis­calização geral da Secretaria Mu­nicipal da Fazenda.

Os fiscais, por sua vez, além de ordenaram a desmontagem do palco, ainda apreenderam dois grandes freezers com cerve­jas e refrigerantes no gelo, com a alegação de que não havia nota fiscal de compra das bebidas. O palco foi desmontado e as gela­deiras foram removidas em um caminhão. Mais tarde, por volta de 1h30 da madrugada da se­gunda-feira (1º), a PM retornou ao local e encontrou cerca de 500 pessoas reunidas e com som alto, o chamado “pancadão”.

Houve confronto, com a PM utilizando bombas de efeito moral – explosivos e gás lacrimogêneo – e balas de borracha para dispersar o público, que contra-atacou com pedras, garrafas e até disparo com fogos de artíficios. Não houve feri­dos e duas motos, com os chassis raspados, acabaram apreendidas.

O Tribuna apurou que nesta terça-feira os organizadores do baile funk, realizado no mesmo lo­cal há cerca de 20 anos, estiveram no gabinete de Adauto Marmita na Câmara pedindo orientação so­bre como recuperar a carga de be­bidas, avaliada em R$ 3 mil, apre­endida pela Fiscalização Geral.

Segundo foi apurado, eles pa­garam multa de R$ 500 e retira­ram os freezers apreendidos, que estavam guardados na base da PM da avenida Pio XII, também na Zona Oeste. A Polícia Militar divulgou num vídeo do vereador Adauto Marmita no local. Ele pergunta aos policiais por que a bebida estava sendo apreendida e em seguida deixa o local dizen­do que buscaria a nota fiscal das bebidas. O documento foi divul­gado pela corporação.

Confusão no Natal – No Na­tal, moradores do Parque Ribeirão Preto informaram pelo telefone 190 que pessoas armadas bloque­avam a rua Luiz de Azevedo, por volta das duas horas, e realizavam um “pancadão” no local. Logo depois, a PM também recebeu a denúncia de que um carro GM Cruze que havia sido roubado estava com um dos participantes do baile funk.

Cerca de 30 policiais mili­tares, inclusive da Força Tática, seguiram até o endereço infor­mado e foram recebidos a pe­dradas. Parte dos participantes do “pancadão” se deslocou a um posto de combustível na avenida Cásper Líbero. A PM recebeu nova denúncia de que o grupo continuava efetuando disparos e os policiais se dirigiram ao local.

Após novo confronto, a PM dispersou o participantes e apre­endeu um Fiat Pálio roubado. O veículo foi levado à Central de Flagrantes da Polícia Civil. Nin­guém foi preso e também não houve apreensão de armas ou drogas no local.

Postagens relacionadas

Conselho não localiza vereadora e decide convocá-la pelo Diário Oficial

Redação 7

Entidades são contra projeto que garante R$ 1 milhão por ano a cada vereador para emendas

Redação 1

Projeto – Meia-entrada pode abranger segurança

William Teodoro

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Aceitar Política de Privacidade

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com